De Oakland ao Jacarezinho: os sistemas de reconhecimento facial precisam ser banidos

O uso de tecnologias de reconhecimento facial têm potencial de aprofundar as já conhecidas violações de direitos humanos e abusos. Por Sheley Gomes e Iara Moura do Intervozes

Confira trecho do artigo em que a CDR é mencionada:

“Em conversa com o Intervozes e com a Coalizão Direitos na Rede, Steven Renderos, da organização MediaJustice, defendeu que é necessário o fomento ao debate sobre os diversos problemas causados pelo reconhecimento, a fim de estabelecer uma consciência na população acerca do caráter perigoso, racista e vigilantista desses sistemas.”

Leia o artigo completo

Print Friendly, PDF & Email

Atualizações da newsletter

Digite seu endereço de e-mail a seguir para assinar a nossa newsletter