Coalizão Direitos na Rede
/// [Das contradições "da vida"]


A mesma empresa que melhor pontuou no levantamento mais recente sobre comprometimento público de provedoras de conexão para com a #privacidade de seus clientes, está sendo investigada por repassar - sem consentimento - dados pessoais e comportamentais de seus clientes para o mercado de publicidade direcionada, prática vedada pelo Marco Civil daInternet.

De quê adianta investir em boas práticas na fachada se silenciosamente a provedora ignora os direitos de seus usuários e age como uma empresa de análise de dados para propaganda e marketing?

Ainda que a Vivo tenha absorvido a prática em seus termos de uso contratuais, este caso é para ser acompanhado de perto e reforça a urgência em termos uma lei geral de proteção de dados pessoais séria no Brasil.

Saiba mais:

O GLOBO - Vivo é investigada por uso indevido de dados de 73 milhões de usuários

Conheça o projeto “Quem Defende Seus Dados?”: http://quemdefendeseusdados.org.br/

Conheça e mobilize-se com a campanha #SeusDadosSãoVocê, da Coalizão Direitos na Rede: https://direitosnarede.org.br/seus-dados-sao-vc/

#DadosPessoais #qdsd #TodoDiaUmEscândaloDePrivacidadeDiferente



Anterior    - Página: de -    Próximo

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo da Coalizão Direitos na Rede está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em https://direitosnarede.org.br.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://direitosnarede.org.br.