Coalizão Direitos na Rede
/// Blog

Em meio à maré de más notícias para a privacidade de internautas, eis mais uma: grupos privados do WhatsApp não são tão privados assim.

Na verdade, se administradores de grupos divulgam de alguma forma o link para convite e você não presta atenção, seu próximo colega de grupo pode ser um completo estranho, uma pessoa má intencionada ou, ainda, uma análise corporativa ou governamental bem abusiva.

Conheça o estudo que descobriu, com a maior facilidade, toda a sorte de #dadospessoais de milhares de usuários de grupos do zapzap, o queridinho da galera, e repasse as dicas...    Leia mais


Enfim uma lei para mudar a relação Privacidade X Internet para a melhor!

Lá na Europa, os tempos de “Não li mas preciso usar esse aplicativo então, concordo, vai”, estão com os dias contados.

Esse “Não li nem sou doido de ler mas tenho que concordar pra usar” é nosso cotidiano no uso de aplicativos, ferramentas e sites na Internet. Só que está errado.

Os “Termos de Uso” ou “Política de Privacidade” são páginas e páginas de linguagem misteriosa usadas por sites e redes sociais para conseguir o consentimento dos usuários para um uso ainda mais misterioso dos seus dados.

...    Leia mais


São 3 os projetos de lei sobre proteção de #dadospessoais que tramitam hoje no Congresso: o PL 4060/2012, o PL 330/2013 e o PL 5276/2016, cada qual com graus difentes de proteção e garantias, sendo o primeiro o mais fraco dos três.

Na Câmara dos Deputados, é aguardada a discussão sobre um substitutivo a ser apresentado por Orlando Silva (PCdoB-SP), uma espécie de resumo sobre três textos.

No Senado tramita o PL 330/2013, de autoria do senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE), que apresenta algumas garantias importantes para o/a usuário/ - cidadãos e cidadãs - e regras que...    Leia mais


Provedoras de conexão podem, por lei, armazenar e repassar dados pessoais de seus clientes à autoridades. Nada disso é muito claro: nem como armazenam, nem se usam ou repassam estes dados.

Muito poder, não? De fazer Facebook e Google parecerem fichinha.

No dia 04 de abril, o InternetLab - integrante da Coalizão Direitos na Rede, lançou a terceira edição da pesquisa “Quem defende seus dados?”, avaliando mais uma vez o comprometimento público das provedoras de conexão com a defesa da privacidade de seus clientes e a adoção de boas práticas sobre transparência e proteção de dados das empresas.

Saca só...    Leia mais


A mesma empresa que melhor pontuou no levantamento mais recente sobre comprometimento público de provedoras de conexão para com a #privacidade de seus clientes, está sendo investigada por repassar - sem consentimento - dados pessoais e comportamentais de seus clientes para o mercado de publicidade direcionada, prática vedada pelo Marco Civil daInternet.

De quê adianta investir em boas práticas na fachada se silenciosamente a provedora ignora os direitos de seus usuários e age como uma empresa de análise de dados para propaganda e marketing?

Ainda que a Vivo tenha absorvido a prática em seus termos...    Leia mais


Anterior    - Página: 1 de 12 -   

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo da Coalizão Direitos na Rede está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em https://direitosnarede.org.br.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://direitosnarede.org.br.